PICARIA BREWERY

A reabilitação de um edifício de 1820 na baixa do Porto para duas funções: guest-house e cervejaria com produção artesanal.

Originalmente o prédio já tinha dois tipos de acabamentos bem distintos, já que os pisos 1, 2 e 3 eram uma habitação unifamiliar, enquanto o piso térreo e cave serviam de armazém. Foi este o ponto de partida do projeto: encaixar 5 apartamentos nos três pisos superiores, mantendo o máximo de elementos originais; e projetar partir do zero uma cervejaria, pois o existente é uma verdadeira tábua rasa.

Assim, mantiveram-se na guest house todas as paredes interiores e acabamentos. As cozinhas e casas de banho foram desenhadas para contrastar com a arquitetura existente, mas tecnicamente concebidas como caixas que podem ser desmontadas se se quiser regressar à espacialidade original das divisões.

Em baixo, na cervejaria, a intenção era permitir tirar cervejas diretamente das cubas em pleno espaço de consumo. O conceito adoptado foi o da fábrica, que resultou, por motivos estéticos e funcionais, na escolha do ferro em vários acabamentos como material primordial. As cubas atravessam os dois pisos permitindo que ambos tenham acesso direto à cerveja fresca, e a produção propriamente dita está num pavilhão no logradouro, com as tubagens que seguem até às cubas a atravessar os espaços abertos ao público.

 

The rehabilitation of a building from 1820 in downtown Porto for two functions: A guest-house and Craft beer brewery.

Originally the building had two radically distinct types of finishes, as the floors 1, 2 and 3 had been a single-family dwelling, while the ground floor and basement served as a warehouse. This was the starting point of the project: to fit 5 apartments on the three upper floors, keeping most of the original elements; and to design a brewery from scratch, a true tabula rasa.

Therefore, all interior walls and finishes were maintained in the guest house. The kitchens and bathrooms were designed to contrast with the existing architecture, but technically conceived as boxes that can be removed if one wants to return to the original spatiality of the divisions.

Down in the brewery, the intention was to allow clients to take beer directly from the vats. The concept was "The Factory", which was the result for aesthetic and functional reasons, in the choice of iron in various finishes as the primary material. The vats go through the two floors allowing both to directly access to cold beer, and the production itself is a pavilion in the backyard, with pipes stretching to the vats across the spaces open to the public.

 

localização / location

Porto, Portugal

 

data / date

2014

 

tipo / type

Encomenda

Comission

 

autora / author

Teresa Otto